Saiba como lidar com agentes químicos

Seu portal de Saúde e Bem Estar

Saiba como lidar com agentes químicos

Com alto poder corrosivo e intoxicante, os agentes químicos, também conhecidos como reagentes para laboratório podem causar graves danos à saúde, como irritação à pele, queimaduras, problemas respiratórios, alterações no sistema nervoso, entre outros.

Para prevenir acidentes, é fundamental que os trabalhos em laboratório e demais ambientes com risco de contaminação por produtos químicos tenham restrições e normas de segurança e proteção.

A primeira etapa para a prevenção é o ato de trocar o que é perigoso pelo que é isento de perigo ou menos perigoso.

Estimule o comportamento seguro e, caso seja necessário, contrate uma instituição especializada em áreas de Segurança do Trabalho.

É dever do empregador identificar os agentes químicos perigosos existentes nos locais de trabalho e avaliar os seus riscos e, assim, prevenir e informar aos colaboradores sobre riscos eminentes.

Todas as doenças ocupacionais podem ser prevenidas, valorizando a condição física dos colaboradores e motivando um ambiente saudável sem riscos.

Tipos de prevenção com os agentes químicos

Toda a equipe de uma empresa tem o direito de trabalhar em perfeitas condições de segurança.

Prevenção técnica

Processos de trabalho adequados, manutenção, ventilação localizada; medidas organizativas do trabalho, por exemplo: redução ao mínimo do número de trabalhadores expostos e da duração e grau de exposição;

Prevenção médica (vigilância da saúde)

Formação e informação dos trabalhadores (sobre os riscos dos agentes químicos aos quais se encontram expostos, e as medidas necessárias para eliminar ou reduzir tais riscos, sob a forma de instruções escritas, cartazes, folhetos, sessões em sala etc.).

Equipamentos de proteção

O fornecimento de equipamentos de proteção é dever da empresa, enquanto o colaborador deve comprometer-se a utiliza-los e sempre manusear substâncias perigosas com cuidado e responsabilidade.

Normalmente, em empresas laboratoriais onde há manipulação de produtos químicos usa-se o chuveiro e lava olhos para que possa ser feita a descontaminação de substâncias químicas, caso aconteça.

Segurança na indústria

Conheça alguns equipamentos de segurança utilizados em uma indústria química:

  • Luvas de Proteção: O colaborador não tem o contato direto com substâncias corrosivas;
  • Máscara: muito semelhante a uma mascara de mergulho, mas se diferencia por conter carvão em seu filtro, protegendo as vias respiratórias de contaminação direta por gases tóxicos;
  • Capuz, protetor facial e óculos: Estes três equipamentos protegem a cabeça, olhos e rosto de respingos e vapor produzidos pelos produtos químicos. Os dispositivos devem estar sempre em bom estado de conservação e bem colocados;
  • Avental: Protege a parte frontal do corpo de substâncias contaminantes e que podem ferir a pele;
  • Botas, perneiras e calças: Utilizados para proteger pés, pernas e o quadril.

Em locais onde o oxigênio não é o suficiente para a respiração ou em áreas onde há uma grande presença de ar contaminado, para possibilitar o trabalho de forma segura, mesmo por longos períodos de tempo, deve haver um conjunto autônomo de ar respirável.

No entanto, devemos nos lembrar de que o uso de EPI não deve ser a primeira medida de controle dos problemas. É importante que as empresas façam análises químicas de ar para antecipar e controlar os riscos químicos.

As doenças ocupacionais, comumente, se manifestam no sistema respiratório ou na pele. São encontradas de diversas maneiras e podem demorar anos para começarem a aparecer os sintomas.

Conheça algumas doenças causadas por agentes químicos:

  1. Dermatose ocupacional: caracterizada por manifestações alérgicas constantes. Essas manifestações podem aparecer por meio da formação de bolhas, coceiras, inflamações e descamação da pele. É causada por exposição prolongada a agentes nocivos.
  2. Câncer: Apesar de ser uma doença que afeta grande parte da população, o que muitos não sabem é que um câncer pode ser desenvolvido em ambientes de trabalho. Tumores de pulmão, pele, fígado, bexiga, laringe e, até, leucemia podem estar ligados às condições laborais dos operários.
  3. Doenças respiratórias: É a doença mais frequente, porque muitos fatores podem contribuir para o aparecimento desse tipo de problema. Inalar reagente químico por longos períodos, por exemplo, pode resultar em uma alergia crônica.
  4. A asbestose é uma das doenças respiratórias ocupacionais mais frequentes em trabalhadores que aspiram poeiras com amianto.
  5. Problemas de visão: Dependendo da função ou da atividade exercida pelo trabalhador, seus olhos podem estar vulneráveis a vários riscos.

Essas doenças podem se tornar perceptíveis quando o funcionário começa a sentir leves desconfortos nos olhos, podendo progredir para transtornos mais graves, catarata ou cegueira.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *