Idoso: como saber a necessidade de usar um aparelho auditivo?

Seu portal de Saúde e Bem Estar

Idoso: como saber a necessidade de usar um aparelho auditivo?

É comum o aparecimento de problemas de saúdes na terceira idade, pois eles são decorrentes dos anos e alguns, acabam acontecendo naturalmente, como é o caso de pacientes que necessitam usar aparelho auditivo.

Já outros, são recorrentes de alguma doença que acaba acontecendo conforme os dias passam e uma saúde mais frágil.

A deficiencia auditiva, é um tipo de patologia que pode acontecer naturalmente e que afeta a maioria da população idosa, com idade superior a 65 anos.

A presbiacusia, por exemplo, é o nome dado a o processo em que há o envelhecimento das células auditivas.

E o que muitos ainda não sabem, é que essa falha na audição, acarreta muito mais problemas na vida dos idosos do que a limitação para ouvir.

Já frágeis pelas limitações do corpo, quando essa fraqueza se junta com a perda auditiva eles acabam, por muitas vezes, se sentindo isolados, vulneráveis e depressivos.

Por isso, muitas vezes, as casa de repouso são boas opções para estas pessoas, como a casa de repouso Zona Leste.

Que oferece cuidados específicos para os deficientes auditivos, há outras que também, voltam a atenção para esse pequeno problema.

Causas da perda da audição – ou presbiacusia

Focando no principal motivo, durante o envelhecimento humano, acontece que as células encontradas na parte interna do ouvido se enfraquecem.

Fazendo com que a mensagem seja decodificada e então, acaba não ocorrendo a compreensão correta do que foi escutado.

Estas perdas podem ser total, onde o afetado não ouve mais nada ou ela pode ser parcial e o deficiente auditivo, acaba por não escutar apenas alguns tipos específicos de som.

Porém, é bom destacar que a presbiacusia também pode ser diagnosticada por outros motivos, tais como; infecções virais e bacterianas, traumatismo craniano.

Além de medicação incorreta, lesões graves na cabeça, acúmulo de cera, ruídos intensos ou por motivos hereditários.

E independente do motivo, se os problemas de audição não forem percebidos ou forem ignorados no começo dos sintomas, eles podem piorar e conduzir à surdez total.

Por isso, é recomendado a visita a um otorrinolaringologista, para uma consulta médica e, se for preciso, fazer o exame impedanciometria juntamente com a audiometria, que avaliam a membrana timpânica e os ossículos do ouvido médio.

Os sintomas causados pela perda da audição

Dos mínimos detalhes, é importante observar quando um desses casos ocorre, já que o deficiente acaba por não notar que não está ouvindo, deve-se prestar atenção nos seguintes:

  • Não conseguir acompanhar uma conversa entre duas ou mais pessoas, dando sinal de confuso;
  • Quando aumentam o volume da televisão ou rádio para conseguir ouvir;
  • Quando não ouvem o telefone, mesmo que no volume alto;
  • Reclamar de ouvir zumbido no ouvido;
  • Não perceber sons específicos como, por exemplo, voz de mulheres ou crianças que possuem uma voz
  • mais fina – já pode ser sinal de perda parcial;
  • Não parecer estar prestando atenção quando as pessoas em volta conversam.

Os aparelhos auditivos

De acordo com o tipo de problema auditivo e com o grau da perda auditiva que a pessoa tem, ela conta com a opção de utilizar-se de um aparelho auditivo.

Para maximizar a audição, existem vários tipos de aparelhos no mercado, já que seu uso é muito popular no dia de hoje.

E o aparelho surdez preço, também tem sido ajustado de maneira que todos possam conseguir adquirir um, se for provado que é essencialmente preciso.

Os aparelhos auditivos são pequenos dispositivos eletrônicos, que fazem com que os sons e ruídos se tornem mais perceptíveis.

Os mais comuns, são colocados atrás da orelha, mas com o desenvolvimento da tecnologia digital, os tamanhos e meios de aplicação, estão cada vez mais diferenciados.

Tendo hoje uns que são bem pequenininhos, desenvolvidos para serem colocados no fundo do canal auditivo, sem causar nenhuma dor ou prejuízo na reprodução sonora.

Mesmo assim, eles não garantem o desconforto total, a boa notícia é que o usuário acaba se acostumando com a presença deste aparelho no seu dia a dia.

Outros tipos de solução para ajudar os deficientes auditivos

Existem aparelhos, que foram desenvolvidos para adaptar ao som que o idoso apresenta dificuldade em ouvir como, por exemplo:

  • Amplificadores de telefone;
  • Sistema de audição de TV e rádio;
  • Sistemas infravermelhos;
  • Alertas de campainhas visuais, despertadores, detectores de fumo, etc.;
  • Entre outros.

Os benefícios do aparelho auditivo na vida do idoso:

Vida prolongada;

  • Menores chances de sofrer do mal de Alzheimer;
  • Mais equilíbrio físico;
  • Melhor qualidade de vida;
  • Inclusão social;
  • Entre outros.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *