Cuidados importantes: Saúde íntima feminina e masculina

Seu portal de Saúde e Bem Estar

Cuidados importantes: Saúde íntima feminina e masculina

Encarada como um tipo de tabu atualmente, a higiene íntima é fundamental para evitar infecções, assaduras e mau cheiro. Independentemente do sexo, ela deve acontecer sempre e diariamente.

Entenda a importância da higiene

Para evitar problemas, deve-se lavar a região genital durante o banho, com um sabonete íntimo ou mesmo com um sabonete neutro, para ajudar a regular o pH da região.

Nunca deixe de se limpar com, no mínimo, um papel higiênico depois de urinar ou evacuar. A higienização deve ser bem feita nessa hora.

Já que, se não ocorrer, micoses podem se manifestar e virar uma tremenda dor de cabeça. A higiene íntima deve ser realizada por todas as pessoas, das crianças até os idosos.

A falta dela pode causar complicações futuras. As genitais são partes do corpo que precisam de tanto cuidado, porque podem gerar doenças muito graves.

Que causam infertilidade e esterilidade, podendo tirar o sonho de gravidez de muitos casais. Para quem não sabe a diferença entre as doenças, a esterilidade é quando o homem ou a mulher fica impossibilitado de gerar gametas.

Não tendo chance de engravidar. Já a infertilidade, consiste na disfunção dos órgãos genitais do casal, diminuindo a chance de gravidez, como por exemplo a diminuição da ovulação. Dicas para manter a higiene íntima:

Mulheres:

  • Evitar sentar em vasos sanitários públicos, já que passam diversas pessoas diariamente;
  • Sempre que suar, como depois de uma atividade física, lave a genitália e troque de calcinha;
  • Não compartilhe roupas íntimas;
  • Troque o absorvente interno ou externo após, no máximo, quatro horas no período menstrual;
  • Utilize calcinhas de material confortável, como algodão;
  • Lave após relações sexuais;
  • Depois de evacuar, use o papel higiênico da frente para trás.

Homens

  • Seque bem a genitália depois de urinar;
  • Evite cuecas apertadas e de tecido sintético;
  • Opte por cuecas de algodão;
  • Limpe corretamente a glande, retirando as possíveis secreções que se estocam em baixo do prepúcio;
  • Lave após relações sexuais;
  • Utilize sabonete neutro ou íntimo.

Os cuidados com a saúde íntima masculina

Os cuidados com a higiene masculina são menos e mais simples do que a feminina, mas nem por isso, são menos importantes e não devem ser deixados de lado.

Isso ocorre porque a genitália masculina não tem entradas como a da mulher, facilitando a limpeza. Para identificar as mais diversas doenças, é recomendado aos homens realizar uma biópsia peniana.

Esse procedimento ajudará a descobrir anormalidades ou algum tipo de micro-organismo, já que retira uma pequena parte de tecido para estudo.

A cirurgia é realizada com anestesia local e é indolor, não trazendo nenhum tipo de incômodo para o paciente.

Entre as mais variadas prevenções de doenças genitais masculinas, a mais utilizada é a cirurgia de postectomia, que previne o risco de contaminação por HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis.

Existem diversas técnicas, mas o objetivo da cirurgia é sempre o mesmo: retirar a estrutura do prepúcio que fica ao redor do pênis. Em alguns casos, o freio também é retirado Benefícios da postectomia:

  • Redução das infecções urinárias;
  • Redução do HIV e DST;
  • Redução do câncer peniano;
  • Redução do câncer de útero nas parceiras;
  • Redução de infecções.

A cirurgia de circuncisão, normalmente, é feita a partir de casos de infecção ou fimose. Com muitos mitos e preconceito por parte dos homens.

A vasectomia é um procedimento cirúrgico que interrompe a circulação dos espermatozoides através do epidídimo. A cirurgia é tão simples que não precisa ser executada em hospitais.

O método é um contraceptivo muito seguro e definitivo, por isso, o homem deve ter certeza de que nunca mais quer ter filhos.

Existe uma cirurgia para a reversão e não é algo muito mais complexo. Quanto mais tempo passar da vasectomia, menores são as chances da reversão dar certo.

Alguns homens se recusam a realizar a cirurgia, por conta dos boatos de que o procedimento prejudica a ereção e a produção de libido.

Mas a operação apenas torna o homem infértil, mantendo toda a sensibilidade do pênis nas relações sexuais. Se o homem realizar relações sexuais antes do recomendado, é necessário ainda utilizar métodos contraceptivos, como a camisinha.

O uso deve continuar até que o médico determine que não há mais rastros de gametas. A vasectomia é um dos métodos contraceptivos mais eficientes.

E um dos poucos que são realizados em homens, já que normalmente o uso de pílulas do dia seguinte e os anticoncepcionais são utilizados por mulheres.

 

Um comentário

  1. Evy Abrahão disse:

    OLá. Fiquei muito interessado pelo seu post.Vou acompanhar ! Seu blog é TOP. Este tipo de conteúdo tem me agregado muito conhecimento.Grato !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *