Cuidados com a saúde do idoso

Seu portal de Saúde e Bem Estar

Cuidados com a saúde do idoso

Envelhecer com saúde é um desafio. Em um cenário onde a Organização Mundial da Saúde (OMS) prevê que, até 2050 a população idosa representará um quinto das pessoas no mundo, estratégias para lidar com os cuidados de idosos é fundamental. 

O Day care para idosos é uma das alternativas de cuidado que está se tornando comum atualmente. De forma semelhante às casas de repouso, esse serviço é prestado por lares para idosos, que recebem o idoso por um dia, no qual uma equipe multiprofissional auxilia em todos os cuidados necessários.

Além dessa opção, ainda há centros de convivência, lares geriátricos e grupos da terceira idade que, na prática, não só chamam atenção para o cuidado mas para os vínculos sociais nesta fase.

Contudo, além destes espaços de cuidado, é preciso pensar em outras formas de atender a essa população. Neste sentido, a responsabilidade é algo que compete não só aos filhos e cuidadores, mas também as políticas públicas e os profissionais de saúde.

No Brasil, 84% das pessoas com 60 anos ou mais precisam se cuidados básicos, de higiene e rotina. A informação foi levantada pela Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), do IBGE.

Esse dado só reforça o quanto os cuidados são importantes, assim como as normas do Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741/2003).

Diante disso, como escolher um Lar geriatrico? Quais são os cuidados de rotina dos idosos? E os cuidados que devem ser tomados de acordo com a saúde de cada um? Se você se interessa por esse assunto, saiba que esse artigo pode te ajudar!

Lar geriátrico e casa de repouso: como funciona

Tomar a decisão de transferir o papel de cuidador para uma instituição de idosos não é uma tarefa fácil. No entanto, para idosos com idade avançada e saúde delimitada, muitos familiares optam pela ajuda de um Lar geriátrico por inúmeros motivos.

Em São Paulo, a resolução SS123/2011 define os espaços geriátricos como entidades governamentais ou não, que recebem pacientes acima de 60 anos.

Na prática, essas instituições prestam serviços médicos e terapêuticos em regime integral. Essa opção é destinada, geralmente, aos idosos que precisam de cuidados intensos e que, não conseguem receber isso em casa.

Além do lar integral, há opções que podem ser acionadas pelos cuidadores em situações emergenciais. O Day Care para idosos, por exemplo, é uma delas.

Essa opção é ideal para que a pessoa passe o dia em um ambiente aconchegante e tenha acesso a atividades que estimulam o convívio social, como oficinas de artesanato, atividades de música, dança, entre outras.

Diante isso, você deve estar se perguntando como escolher o espaço ideal para cuidar de idosos, caso essas sejam opções. A resposta não é simples, mas a avaliação de alguns fatores pode te ajudar a fazer a melhor escolha.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), inclusive reforça algumas dicas. Em linhas gerais, é importante que o familiar observe alguns fatores como:

  • Alvarás de funcionamento e regularização perante órgãos de fiscalização;

  • Estrutura adequada das instalações (itens de segurança, conforto, manutenção do ambiente);

  • Presença de nutricionista/profissional para garantir alimentação saudável e adequada;

  • Número de cuidadores adequados;

  • Presença de equipe multiprofissional;

  • Organização de visitas;

  • Atividades terapêuticas sociais.

Sendo uma casa de idosos ou um serviço de Day Care, é fundamental colocar as condições de saúde do idoso e a estrutura familiar para exercer essas funções.

Caso essa opção seja a melhor escolha, é importante que o idoso se sinta à vontade no espaço e seja respeitado conforme todas as especificações do Estatuto do Idoso.

Tomografia dos rins e outros exames na terceira idade

Assim como uma criança precisa de um acompanhamento de pediatra, os geriatras são médicos específicos para o público idoso.

Além das consultas de rotina, é natural, que nesta fase check-ups  e solicitações de exames específicos sejam feitos com maior frequência. De tomografias a exames de mamografia, saiba mais sobre como funciona cada um nos tópicos abaixo.

Tomografia

Os diagnósticos de imagem são feitos a partir de uma tomografia. A Tomografia dos rins serve para analisar as condições deste órgão e identificar possíveis doenças, como pedras nos rins/inflamações.

Por ser um exame feito com equipamento que emite radiação, é importante seguir alguns cuidados antes de sua realização. As mesmas orientações valem também para a Tomografia computadorizada, sobretudo na terceira idade . São elas:

  • É preciso fazer exames de sangue, ureia/creatinina (tomografia contraste);

  • As condições de saúde do idoso devem ser minuciosamente avaliadas;

  • Enfermeiros, radiologistas e médicos devem prezar pela segurança do idoso;

  • Caso seja constatada uma possível reação, a tomografia deve ser descartada;

Mamografia

De acordo com o Estatuto do Idoso, o exame de mamografia deve ser realizado nas mulheres idosas com idade igual ou superior a  60 anos.

A Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), inclusive, afirma que a realização deste exame tem um potencial para evitar 35% dos óbitos em mulheres de 39 a 69 anos, por câncer de mama.

Por isso, a recomendação de fazer a mamografia a cada dois anos permanece válida nesta fase da vida da mulher. O exame é gratuito, disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Independente do espaço ou do procedimento, é muito importante contar com profissionais da área de saúde para auxiliar nos cuidados com a população idosa.

Além disso, a prática de exercícios, atividades de convivência e cuidados com a alimentação são muito recomendados para, justamente, evitar complicações nesta fase da vida.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *