Corpo são, mente sã: 4 dicas para uma rotina saudável

Seu portal de Saúde e Bem Estar

Corpo são, mente sã: 4 dicas para uma rotina saudável

Muita gente acredita que as 24 horas do dia não são suficientes.

Entre o tempo perdido no trânsito, o trabalho e o tempo com a família, boa parte das pessoas não consegue encaixar hábitos saudáveis na rotina.

Academia e boa alimentação, assim, ficam relegados ao segundo plano.

Todavia, especialistas apontam que fazer um esforço para incluir hábitos saudáveis em uma rotina caótica vale a pena.

Eles afirmam que os benefícios não são apenas físicos, mas, também, mentais: a atividade física proporciona efeitos com um sono de melhor qualidade e a liberação de hormônios, que causam sensação de prazer.

Contudo, de nada adianta lançar-se a uma rotina de treinamento sem nenhum objetivo ou orientação profissional.

Confira algumas dicas importantes para dar o pontapé inicial em um novo estilo de vida, colhendo os benefícios para a saúde física e mental.

Visite um nutricionista

Quando uma pessoa faz exercícios físicos, ela normalmente tem um objetivo. Seja emagrecer, ficar mais forte ou obter hipertrofia, é preciso direcionar todos os esforços a este norte.

Isso sempre passa pela alimentação. Afinal, de nada adianta passar horas a fio em um treino de musculação para definição para, logo depois, comer produtos altamente processados, ricos em calorias vazias provenientes de açúcares e gorduras.

Vale ressaltar que, por mais que profissionais de outras áreas – como médicos e educadores físicos – possam dar algumas dicas gerais a respeito de hábitos alimentares.

Apenas o nutricionista é capacitado para, realmente, criar um plano alimentar para seus pacientes.

Por conta disso, durante a consulta ele analisa fatores como:

  • A rotina do paciente;
  • Alimentos que ele gosta e não gosta;
  • Suas necessidades nutricionais;
  • Eventuais deficiências e dificuldades de absorção de nutrientes.

O resultado será um cardápio feito sob medida, levando em consideração gostos, necessidade e rotina, de modo que o seguimento do plano aconteça de uma maneira mais natural.

Aqui, vale um alerta: por mais que o ideal seja comer de tudo um pouco (incluindo comidas menos saudáveis, ocasionalmente) esta mudança de estilo de vida sempre envolve alguns sacrifícios. É preciso estar preparado para tal.

Antes de praticar exercícios, consulte um médico

Antes que um aluno inicie os treinos, muitas academias pedem que ele visite uma clinica ortopedica, faça um check up e obtenha um aval do profissional que o acompanha.

O objetivo disso é verificar se o indivíduo não tem problemas de saúde que inviabilizam a prática de certas atividades físicas, ou que, ao menos, aumentam os riscos de lesão.

Contudo, mesmo que o estabelecimento no qual uma pessoa se matricula não peça um atestado do tipo, é interessante visitar o médico antes de começar a rotina de exercícios.

Além de contar com mais segurança, pode ser que o profissional aponte alguns aspectos a serem trabalhados, como um músculo encurtado ou um problema postural. Desta maneira, a atividade física será ainda mais eficiente.

Invista na atividade física correta

Da mesma maneira, é preciso comunicar os objetivos que se tem com as atividades físicas ao profissional responsável pela rotina de exercícios, seja ele um personal trainer ou não.

Isto porque cada atividade contribui com um efeito, assim, é preciso saber qual praticar para atingir tais metas.

Por exemplo, a aula de treinamento funcional é excelente para quem quer perder peso e obter fortalecimento muscular. Por outro lado, quem tem como meta a hipertrofia, deve se dedicar a outras atividades, como a tradicional musculação.

Da mesma forma, pessoas que não podem se dedicar a atividades de alto impacto devem ficar longe deste treino, justamente devido à sua intensidade.

Por outro lado, esta atividade tem uma série de vantagens.

Como ela é baseada em movimentos que todos conhecem de maneira inata, como correr, pular corda e subir escadas, é uma boa maneira de iniciantes pegarem o gosto pelas atividades físicas, começando a incorporá-las à sua rotina.

Trate eventuais lesões adequadamente

Por mais que professor e aluno tomem todos os cuidados necessários durante a prática de exercícios físicos, sempre pode haver uma lesão.

Normalmente, seu tratamento requer algum tempo longe das academias, fazendo exercícios de recuperação em um centro de fisioterapia esportiva e, em alguns casos, tomando medicamentos.

O problema é que, uma vez que a atividade física esteja incorporada à rotina, pode ser difícil ficar longe dela. Contudo, quando há uma lesão, respeitar as orientações do médico quanto a isso é fundamental: do contrário, o quadro pode piorar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *